A economia de baixo carbono e o turismo / Low carbon economy and tourism 

24 maio

A cidade do Rio de Janeiro sediará, de 13 a 22 de junho, a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio + 20, marcando o 20º aniversário da Conferência das Nações Unidas de 1992 sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (UNCED), e o 10º aniversário da Cúpula Mundial de 2002 sobre o Desenvolvimento Sustentável (WSSD), realizada em Joannesburgo, na África do Sul.

A Rio-92 foi um marco na agenda ambiental planetária e oficializou e deu consistência ao termo desenvolvimento sustentável, contando com delegações de mais de 170 países, a presença de 108 chefes de estado e mais de 2 mil organizações não governamentais.

Nesses últimos vinte anos a consciência ambiental, e mais que isso, o entendimento da importância do equilíbrio entre o desenvolvimento e a preservação, se consolidou. Basicamente a certeza e comprovação do aquecimento global nos indicam a necessidade do desenvolvimento sustentado por uma economia de baixo carbono.

O turismo se apresenta como uma das atividades mais identificadas com uma economia de baixo carbono, pois possibilita a geração de trabalho e renda na própria cidade/comunidade e utiliza, de forma sustentada, bens naturais e culturais, estimulando o desenvolvimento econômico local e a justiça social.

O estado do Rio de Janeiro é pródigo em atributos naturais e manifestações sócio-culturais. A reestruturação, pelo Governador Sérgio Cabral, da Secretaria de Estado de Turismo, tendo como titular Ronald Ázaro, e de sua empresa vinculada, TurisRio, é um grande estímulo a reforçar o setor turístico fluminense e agregar às empresas e empreendimentos outros conceitos da economia de baixo carbono, como: construções sustentáveis e certificadas, eficiência energética, transportes menos poluentes,  gestão eficiente de água e insumos, entre outros.

As expectativas são grandes de consolidarmos o setor em bases sustentáveis econômicas, sociais e ambientais. Dessa forma estaremos preparados para os desafios desta década de sediar a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, além de consolidarmos o estado do Rio de Janeiro como um destino turístico de sonhos para todo o mundo.

 

 

The city of Rio de Janeiro Will host from 13 to 22 June, The United Nations Conference on Sustainable Development – Rio + 20, celebrating the 20th anniversary of the United Nations Conference of 1992 on Environment and Development (UNCED), and the 10th anniversary of the 2002 World Summit on Sustainable Development(WSSD) in Johannesburg, South Africa.

The Rio-92 was a mark in global environmental agenda and officiated and gavesubstance to the term sustainable development, with delegations from over 170 countries, the presence of 108 heads of state and more than 2,000 nongovernmental organizations.

In the last twenty years, environmental conscience, and more than that, understanding the importance of balance between development and preservation, has been consolidated. Basically the conviction and evidence of global warming indicate the necessity of sustainable development for a low carbon economy.

Tourism is presented as one of the most identified with a low carbon economy, because it allows for generation of employment and income in the city / community and uses in a sustainable way, natural and cultural assets, stimulating local economic development and social justice.

The state of Rio de Janeiro is prodigal in natural attributes and socio-cultural manifestations. The restructuring, by Governor Sérgio Cabral, the Secretary of State for Tourism, with the holder Ronald Ázaro, and his bound company, TurisRio, is a great encouragement to increase the tourism industry of Rio de Janeiro and aggregate the concepts of low-carbon economy to the companies and other businesses, like:  sustainable and certified buildings, energy efficient, less polluting transport, efficient management of water and supplies, and other.

Expectations are high for consolidating the industry in a sustainable economic, social and environmental basis. This way we are prepared for the challenges of this decade to host the 2014 World Cup and 2016 Olympic games, and consolidate the state of Rio de Janeiro as a dream destination for everyone.

 

Maurício LoboMauricio Lobo

Vice Presidente Executivo / Executive Vice President

TurisRio

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: